terça-feira, maio 30, 2006

agora e quando eu for velha

Quando eu for velha vou querer um aparelho pra não ouvir
e um cérebro-corpo de não pensar.
Agora, eu quero ficar velha logo.

hoje

ainda a gotejar

ontem

chovendo com a chuva

domingo, maio 28, 2006

Polvo de estrellas*

Vale
Una vida lo que un sol
Una vida lo que un sol
Vale
Se aprende en la cuna,
se aprende en la cama,
se aprende en la puerta de un hospital.
Se aprende de golpe,
se aprende de a poco y a veces se aprende recién al final
Toda la gloria es nada
Toda vida es sagrada
Una estrellita de nada
en la periferia
de una galaxia menor.
Una, entre tantos millones
y un grano de polvo girando a su alrededor
No dejaremos huella,
sólo polvo de estrellas.

Vale
Una vida lo que un sol
Una vida lo que un sol
Vale

Se aprende en la escuela,
se olvida en la guerra,
un hijo te vuelve a enseñar.
Está en el espejo,
está en las trincheras, parece que nadie parece notar
Toda victoria es nada
Toda vida es sagrada
Un enjambre de moléculas
puestas de acuerdo
de forma provisional.
Un animal prodigioso
con la delirante obsesión de querer perdurar
No dejaremos huella,
sólo polvo de estrellas.

*musiquinha de aniversário... inspirada pelo meninos "quintalogados" que acharam uma função cósmica para minha existência... amei...
(músicas, já que ganhei um presente sonoro repleto de chorados tangos)

sábado, maio 27, 2006

FUSIÓN

"¿Dónde termina tu cuerpo y empieza el mío?
A veces me cuesta decir.
Si desde el corazón a los dedosno hay nada en mi cuerpo que no hagas vibrar.
Donde termina tu cuerpo y empieza el cielo no cabe ni un rayo de luz.
Yo sólo quiero que sepas:no estoy aquí de visita,y es para ti que está escrita esta canción"

terça-feira, maio 16, 2006

pressões (InMim)

im (pressões)

máquina de escrever.
muito mais moderna,
você escreve, e ela, automaticamente,
já imprime o conteúdo.

domingo, maio 14, 2006

nu(m) papel de pão

Nu, num papel de pão,
escorregam vazios.
pequenas cascas antigas...
despejadas.

quinta-feira, maio 11, 2006

Intercaladas interdições

E por aqui, hora bom, hora ruim; hora boa, hora ruim.
E pro menino: hora boa e ruim! Pode ser?
E ela então entendeu que nem sempre era bom que cada uma carregasse apenas aquilo que lhe pertencesse. Porque talvez ela não fizesse parte da bagagem de alguns.
hora bom E hora ruim.

domingo, maio 07, 2006

Ela disse (em dia de jogo)

"Cada um fica com o que lhe pertence"
digo eu: "eu? eu danço comigo mesmo".
(prefiro não pertencer)

segunda-feira, maio 01, 2006