segunda-feira, agosto 25, 2008

Sobre vomitar coelhinhos

29, 30 e 31 de agosto, sexta, sábado e domingo
Sala Álvaro Moreira, 20 hs, entrada livre...
espetáculo de dança contemporânea!

quinta-feira, agosto 21, 2008

para ir.

tinha uma espera agoniante por aquele dia que se ia.
ir embora sempre foi futuro.
um depois de amanhã sem sentido, sem rumo, sem lugar.
Sempre um querer ir.
Um ir que também era um desfazer.
Desfazer o que nunca foi feito?
Estadia longa entretanto provisória,
por isso a intensidade dos encontros,
e o tempo vivido apenas quando valia a pena.
um recorte de vida.
neste quadro apenas o mínimo intenso.
Quanto será o provisório da próxima parada?
eu tinha um desejo de ir. eu não sabia para onde estávamos indo
e nem quanto ficaríamos.

17 08 08

Dia desfeito
entre tentativas de que
o movimento ganhasse
mais força
que a
inércia.
Com a chegada
da noite
a guerra
é vencida
pela inércia.
O corpo se entrega.
Se permanecesse
à espreita
talvez ainda
pudesse lutar
à noite.

quarta-feira, agosto 20, 2008

nunca vais deitar no meu colo
é difícil ser frágil
quando deitares a cabeça no meu colo
se deitares no meu colo
não precisarás mais de redoma
e nem de respiração sem suspiro
se deitares a cabeça no meu colo.
mas se não precisas
deitas mesmo assim a cabeça no meu colo
porque eu preciso.

segunda-feira, agosto 11, 2008

Ela
a beira do tanque
barriga molhada
cantarola.
a roupa:
cabelos.

domingo, agosto 10, 2008