terça-feira, junho 15, 2010

das suavidades V

Se não quer deixar marca,
escreva:
"cuidado tinta fresca".

domingo, junho 13, 2010

Porto Alegre a pé

1) Dos gostos: Passa pela quitanda, lá, entre as laranjas, o “céu é bem doce”

2) Da fé: As pessoas foram despejadas do paraíso, mas entraram mesmo assim no reino de deus, que em frente à saída ficava. O reino de Deus, diz na porta, é para os que cansaram de sofrer. Se se paga por luz, e mesmo assim se é despejado do paraíso, porque não pagar para parar de sofrer?

3) Do medo: A cidade vira-se de costas para o rio. Rio-lago. Faz frio. A beira de qualquer água dá para o que não sabemos. Ainda como antigamente. Quase nada sabemos sobre as águas. A cidade virada de costas para o rio protege-se do inusitado.

4) Do amor: Há paredes que moram dentro de janelas. Através delas, das janelas, os tijolos das paredes observam de pé os tijolos das calçadas deitadas.

segunda-feira, junho 07, 2010